sexta-feira, 23 de maio de 2014

Madeira Cumarú no Jardim

Após, já instalado no cliente.


Olá!! Hoje vou falar um pouco da madeira Cumarú também conhecida como Ipê-Champanhe

Logo mais, as fotos in loco... esta ainda na marcenaria

Durante 

Deck em madeira formando uma espécie de cachepô no jardim para abrigar uma belíssima planta. 


Antes 

Nesses vãos será colocado essa prancha em L. 







Cumaru:
 também conhecida como Cumaru-Ferro ou Ipê-Champagne é bastante pesada e muito difícil de trabalhar: madeira muito resistente e firme.


Nome Científico: Dipteryx odorata (Aubl.) Willd.

Nomes Comerciais: baru, champanhe, cumaru-da-folha-grande (AM), cumaru-ferro, cumbari (AM), ipê-cumaru, sarrapia (AM), tonka, ebo.

Origem: Árvore de grande porte, ultrapassando 30 metros de altura; casca lisa, amarelada; fuste reilíneo e cilíndrico, com presença de sapopemas, de diâmetro que alcança até um metro a de um metro de altura.

Características Gerais: Cerne marrom-amarelado, distinto do alburno marrom-muito-pádido. Anéis de crescimento distintos, grã revessa, textura média a fina, brilho ausente e cheiro imperceptível.
Secagem: Secagem ao ar livre relativamente lenta. Secagem em estufa rápida, apresentando tendência a torcimento médio.

Trabalhabilidade: Difícil processamento mecânico, porém permite excelente acabamento no torneamento. Acabamento ruim nos trabalhos de plaina e lixa.

Durabilidade: Resiste a fungos, insetos e brocas marinhas. Quando utilizado como dormentes em solos bem drenados, sua durabilidade varia de 10 a 22 anos.

Preservação: O cerne não é tratável com creosoto e nem com CCA-A, mesmo em tratamentos sob pressão.

Usos 
Construções externas e internas, assoalhos, laminados decorativos, molduras, torneados, cabos de ferramentas e outros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário. Após nossa leitura será publicado.